20 junho 2009

Palavras que machucam


Essa semana fui ao mercado com meu filho de nove anos. Uma vizinha que não me via há um certo tempo veio saber se minha sobrinha Larissa, sequestrada há um ano, havia sido encontrada. Conto que não, mas que estou lutando. Nesse momento escuto de um homem que estava um pouco atrás de mim na fila do caixa:

"Sabe aquela menina sequestrada aqui de São Cristovão? A que foi tirada de dentro de casa? Ela nunca mais vai aparecer. Esses homens que levam essas meninas botam na prostituição e elas não aparecem nunca mais. Se até menino estão levando para abusar deles..."

Na verdade ele usou palavras mais pesadas, que não tenho coragem de repetir aqui. Meu filho, que estava com minha sobrinha em casa no momento em que foi sequestrada, olhou o homem chocado. Na hora me virei para o homem e protestei:

"Aquela menina como o senhor se refere é Larissa, minha sobrinha. Não fale assim! Não diga que ela não vai aparecer. O senhor não sabe o que a gente sofre. Não precisamos ainda ouvir esse tipo de comentário. Não devemos falar para os outros o que não gostariamos de ouvir."

Ele se calou assim como todos que estavam ao meu redor. Depois é que reconheci o homem que é vizinho de uma de minhas irmãs. Fiquei me perguntando o motivo dele fazer tal comentário que não contribui em nada e ainda na frente de meu filho. Palavras ditas sem nenhum cuidado ferem demais a quem todo dia levanta e tenta encontrar forças para continuar lutando.

Raquel Gonçalves, tia de Larissa Gonçalves Santos.
Imprima e divulgue o cartaz com a imagem de minha amada sobrinha:
http://www.portalkids.org.br/cartazes_pdf/cartaz%20Larissa%20Gon%E7alves.pdf

Um comentário:

Vê Máscolo disse...

Oi Raquel, tenho um blog e gostaria de colocar a foto da Larissa nele, na verdade queria colocar este cartaz, só que ainda sou leiga em blog, e não consegui, será que você teria como me enviar ela em um formato que eu consiga anexar no meu blog?
Tenho duas filhas e estou a espera da terceira( é eu sou rápida, rsrs)e devido ao imenso amor que sinto por minhas filhas, sou muito solidária e compreensiva com as pessoas que teem seus filhos ou filhas arrancados de seus braços.
Estarei aguardando o cartaz com a foto de sua sobrinha para divulgar em meu blog, e saiba que podem contar comigo se precisarem de mais divulgação, farei tudo o que estiver ao meu alcanse.

abraços: Verônica Máscolo
http://minhafamiliameumundo.blogspot.com/