03 março 2015

Thais, meu bebê precoce



Quero agradecer a todas as pessoas que leram a mensagem que mandei para minha filha. O post bateu recorde de visualizações no blog e nas redes sociais. Como eu gostaria que uma dessas pessoas fosse Thais. Às vezes penso que ela tem medo de voltar. Que ela possa ter tido uma vida difícil depois que foi tirada de mim e pense que não vou aceitar.

Minha filha, meu amor por você é maior que tudo, aceitaria você em qualquer circunstância, em qualquer situação.

Lembro do dia em que você nasceu. As contrações começaram por volta das 5 horas da manhã. Às 8 horas dei entrada na maternidade. Como não tinha dilatação, às 17 horas o médico mandou que eu fosse levada para o Centro Cirúrgico. Fiquei muito nervosa e comecei a chorar Thais. Como toda a mãe eu queria que você nascesse de parto normal, mas uma enfermeira me acalmou, garantindo-me que a cesariana seria melhor para você, que chegou ao mundo às 18h10min de uma quarta-feira. Apesar de você estar com o cordão umbilical enrolado no pescoço, tudo deu certo.

Você foi um bebê formidável Tatá. Fazia todos rirem quando fazia “carinha feia”, que na verdade, de feia não tinha nada. Com oito meses começou a falar e com nove meses a andar. Meu bebê precoce!

Por Elisabete Barros, mãe de Thais
 
 
 
 

2 comentários:

Luiz Henrique Toledo de Oliveira disse...

Olá.
Gostaria de saber onde e quando desapareceu esta criança.
Aguardamos.
Luiz Henrique
ou: montenegro.gafisavendas@gmail.com

Equipe disse...

Ela foi sequestrada em 22/12/2002 enquanto comprava sorvetes com um primo em uma barraquinha de uma feira livre no bairro de Vila Kennedy, em Bangu, Rio de Janeiro.